A avaliação de desempenho é uma ferramenta importante em todas as empresas. Tendo em vista que, permite aos colaboradores ajustarem práticas e obter informações sobre o que precisam continuar fazendo.

Uma vez que, condutas assertivas podem ser reforçadas a partir de um feedback positivo. Pensando na importância da ferramenta, trouxemos mais informações para que possa utilizá-la no cotidiano de gestão de sua equipe.

Afinal, toda empresa tende a crescer a partir da implementação de uma avaliação de desempenho assertiva.

O que é a avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho nada mais é que uma ferramenta de RH, utilizada para monitorar a performance dos colaboradores e também de setores da empresa.

A partir da realização periódica da avaliação, é possível apontar o que pode e deve ser melhorado no cotidiano da empresa.

Bem como, quais são as condutas que podem continuar sendo adotadas por estarem entregando a performance desejada pela equipe.

A partir da avaliação é possível entender se o colaborador individualmente está abaixo, na média ou excedendo o desempenho que é esperado.

Além disso, auxilia na visão estratégica para que a empresa possa aproveitar ao máximo todos os recursos que dispõe para que possa alcançar seus objetivos.

Definição de avaliação de desempenho

Em resumo, a avaliação de desempenho é uma ferramenta de monitoramento de resultados da empresa.

A partir de seu uso, é possível implementar melhorias, orientar colaboradores e alcançar os objetivos que a empresa deseja para o período em questão.

Cada empresa pode e deve definir um método claro da avaliação de desempenho. Tendo em vista que, existem diferentes formas de fazer o processo de avaliação.

Ao definir claramente qual é o método adotado pela empresa, todos os profissionais conseguem atuar dentro dos parâmetros desejados.

Uma vez que, possuem total clareza sobre o formato avaliativo da empresa. Dessa forma, podem procurar melhorar a cada dia, visando alcançar bons resultados na própria carreira e para a empresa.

Portanto, é importante definir o método, transmitir a informação adequada para os colaboradores e garantir que todos entendam que existe uma avaliação com o objetivo de que o time esteja em constante evolução de acordo com os parâmetros adotados.

Quando o método de avaliação é claro e transparente, todos os profissionais estão conscientes e podem adotar o que é esperado pela empresa.

Objetivos da avaliação de desempenho

Uma avaliação de desempenho tem alguns objetivos que fazem toda a diferença para o cotidiano da empresa, como:

1.   Metas de desenvolvimento

São metas que estão relacionadas ao crescimento profissional e pessoal. Dessa forma, a equipe de RH consegue identificar o potencial de cada membro da empresa.

O que permite promover as competências de cada colaborador, para que se tenha um ambiente de trabalho que permita o desenvolvimento de todos os colaboradores.

2.   Metas de inovação

Toda empresa precisa que a equipe atue com metas de inovação, por ser um fator determinante para que se tenha aumento expressivo de produtividade.

Entenda que são metas para incentivar a equipe a criar novas funções, sempre visando aumentar a entrega e a produtividade de todos os profissionais.

Dessa forma, a empresa consegue se transformar, modernizando sua atuação de modo que consiga atender as demandas do mercado. Afinal, tudo está em constante renovação e a tecnologia está sempre revolucionando a sociedade.

Por isso mesmo, é indispensável que todas as empresas tenham o cuidado de inovar a cada dia, para que se mantenham produtivas e possam atender as demandas dos clientes.

3.   Metas de melhoria

São metas que deixam claro quando é necessário corrigir o desempenho de um profissional. Seja por estar abaixo ou acima da performance padrão esperada.

Afinal, quando o profissional está trabalhando em ritmo acima dos demais, naturalmente se sentirá desconfortável e sobrecarregado, o que é péssimo para a retenção de talentos.

Acompanhar os indicadores de RH é a melhor forma para que se possa estabelecer metas de melhoria que sejam assertivas.

4.   Metas que sejam inteligentes

É interessante definir em todos os processos, metas que sejam inteligentes. Para isso, é preciso que a meta seja identificável e específica, bem como, mensurável.

Além disso, precisa ser atingível, relevante para o negócio e ter prazo definido dentro do tempo para que possa ser concretizada.

Portanto, a empresa precisa sempre usar metas coerentes, de modo que, seja possível ter objetivos claros para cada profissional atingir. Caso contrário, o processo não será coerente, eficiente e capaz de incentivar o time.

Lembre-se que, o RH deve usar a avaliação de desempenho como uma ferramenta de desenvolvimento do time. Por isso, os critérios precisam ser claros para que todos possam ser incentivados a partir da avaliação. Se os critérios não são transparentes o processo perde relevância e pode ter efeito contrário, desincentivando a equipe.

Trabalhando os 3 tipos de metas é possível desenvolver os talentos, auxiliar no processo de alcance de metas de cada equipe e reter bons profissionais. Afinal, o RH estará em contato direto com o time e isso trará resultados que são acima da média.

Papel da avaliação de desempenho no processo de gestão de pessoas

O papel da avaliação de desempenho no processo de gestão de pessoas é justamente desenvolver as habilidades de cada colaborador e do grupo como um todo.

Afinal, com os indicadores que a gestão acompanha é possível decidir, por exemplo, qual profissional pode ser promovido. Tendo em vista que, a decisão será muito mais assertiva usando indicadores de performance para balizar a decisão.

Além disso, a empresa consegue identificar seus pontos fortes e fracos a partir do processo. Uma vez que, terá um panorama geral das habilidades da equipe, o que faz com que seja possível reconhecer os pontos fracos e começar a traçar estratégias para melhorar tais aspectos.

Toda empresa que deseja alcançar sucesso em seu mercado e busca impactar positivamente os clientes precisa utilizar estratégias como a avaliação de desempenho da equipe. Uma vez que, é possível aproveitar o processo para melhorar a comunicação interna, compreender quais são as falhas do negócio e incentivar que todos possam adotar as medidas ideais para que a o time possa atuar junto e o negócio atinja seus objetivos.

Relação com o desenvolvimento profissional

A avaliação de desempenho tem íntima relação com o desenvolvimento profissional. Tendo em vista que, dá direcionamento para os profissionais atuarem cada vez melhor.

Aspecto que é interessante para que se possa perceber a importância da ferramenta no cotidiano de gestão de pessoas.

Afinal, quando os gestores conseguem fornecer feedbacks periódicos para seus colaboradores, é perfeitamente natural que a empresa siga o rumo desejado. Uma vez que, todos atuam em perfeito alinhamento.

E quando algum colaborador começa a destoar do ritmo dos colegas, naturalmente haverá a percepção rápida de que algo não está correto e precisa ser ajustado. Dessa forma, poderá haver uma conversa sincera sobre a performance que vem sendo apresentada e o colaborador poderá expor seu ponto de vista.

O que é importante para ter uma equipe que trabalhe com dedicação e satisfação. Ao mesmo tempo em que possibilita que a empresa siga o ritmo pretendido, alcançando metas e entregando uma performance eficiente. E se um membro da equipe destoa dos resultados, o problema é percebido mais rapidamente e poderá ser corrigido com agilidade.

 

Quais os objetivos de uma avaliação de desempenho?

A avaliação de desempenho é capaz de cumprir alguns objetivos dentro da empresa. De modo que, seja possível alcançar um bom resultado. Conheça quais são os principais objetivos do processo:

1.   Identificar pontos fortes e áreas de melhoria dos colaboradores

Uma avaliação de desempenho eficiente consegue identificar os pontos fortes e áreas de melhorias dos profissionais. Dessa forma, o RH terá um raio-X do capital humano na empresa.

O que é importante para que conheça quais são os principais pontos fortes de seu time para que possa reforçar as condutas adequadas. Ao mesmo tempo, poderá listar quais são os pontos que precisam ser melhorados.

Dessa forma, é possível organizar as estratégias, para que se possa identificar o que precisa ser o foco de melhoria. Afinal, é natural encontrar diferentes aspectos que precisam de atenção do time. Ao perceber pontos de melhoria, cabe ao gestor definir a ordem de prioridade, estratégia de trabalho e método para alcançar melhorias contínuas.

A partir disso, é possível ir melhorando os pontos fracos aos poucos, garantindo que a empresa possa evoluir, alcançando resultados positivos a partir das estratégias corretas.

2.   Fornecer feedback construtivo para o desenvolvimento profissional

No processo de avaliação de desempenho, é possível transmitir um feedback de forma construtiva para o profissional. De modo que, seja viável que o profissional adote a postura conforme desejada pela empresa. Quando o profissional recebe um feedback construtivo é natural que ele consiga desenvolver um trabalho muito mais eficiente.

Dessa forma, é natural que a equipe ganhe em produtividade e alinhamento. Afinal, todos passam a conseguir entregar um desempenho melhor como equipe, o que evita que colegas fiquem sobrecarregados.

O feedback de uma avaliação sempre precisa ser transmitido com respeito e foco em construir uma performance cada vez melhor. Aspecto que vai alavancar os resultados do time. Caso contrário, a tendência é que o profissional se sinta desrespeitado e frustrado com o retorno dado pelo RH.

3.   Alinhar expectativas e metas de desempenho

Muitas vezes a equipe está com problemas para alcançar o desempenho desejado por causa de falta de equipamentos, excesso de trabalho ou qualquer outro problema que poderia ser resolvido com uma comunicação mais eficiente e alinhamento.

A comunicação permite que as expectativas sejam alinhadas para que as metas de desempenho possam ser atingidas de forma eficiente por toda a equipe atuando em conjunto. Afinal, nenhum trabalho ficará eficiente se apenas um profissional está dando o seu melhor ou se não há recursos suficientes para auxiliar na demanda de trabalho. Portanto, a avaliação é uma oportunidade de alinhamento de equipe.

4.   Tomar decisões relacionadas a promoções, bonificações e treinamentos

A partir da avaliação de desempenho é possível que os profissionais tomem decisões relacionadas a promoções, bonificações e treinamentos. Dessa forma, é possível premiar aqueles que oferecem o melhor desempenho para o time.

Afinal, é importante que todo profissional se sinta bem remunerado, possa perceber que seu trabalho tem valor para o time e que seu trabalho é reconhecido.

Quando o gestor recebe um retorno sobre o desempenho de sua equipe, é possível perceber quais são os colegas que merecem bonificações, quais devem ser promovidos e qual tipo de treinamento poderá ajudar cada membro do time.

Dessa forma, a empresa poderá impulsionar o resultado de todos os colaboradores, oferecendo uma possibilidade de ampliarem seus conhecimentos, melhorarem sua atuação e ganharem mais a partir da dedicação que cada um emprega em seu trabalho diário.

Se um profissional percebe que pode se dedicar tendo a certeza de que a empresa irá bonificar aqueles com melhor performance, é natural que todos comecem a dar o melhor de si no cotidiano do negócio.

Mas para isso, a tomada de decisão dos líderes sempre deve ser embasada em dados de performance. Afinal, se um colaborador dá o seu melhor e o colega com pior performance é bonificado em seu lugar, o clima organizacional ficará péssimo, podendo, inclusive, acarretar pedidos de demissão.

Qual a importância da avaliação de performance?

A avaliação de performance é uma ferramenta de grande importância na gestão de pessoas, tendo em vista que, oferece alguns impactos para o negócio e para a própria equipe, como:

1.   Melhoria contínua do desempenho individual e organizacional

A melhoria contínua e motivação dos colaboradores estão intimamente ligados ao clima organizacional. A partir da avaliação de desempenho o colaborador terá um posicionamento sobre o que está bom e o que precisa ser melhorado em sua performance. O que permitirá ao time fazer os ajustes necessários para uma atuação melhor.

O apontamento daquilo que está dentro dos padrões esperados sinaliza ao profissional sua assertividade e permite que todos na equipe sejam motivados a melhorar pontos importantes, para que o trabalho como um todo se dê em ritmo mais assertivo e com maior eficiência.

Dessa forma, o clima organizacional é positivamente impactado. Afinal, todos possuem metas a atingir e passam a atuar com foco em dar o melhor de si, o que evita que colegas fiquem sobrecarregados e o time tenha problemas de performance.

2.   Identificação de talentos e potenciais líderes

Através da avaliação é possível identificar quais são os pontos fortes de cada profissional. O que é fundamental para que se tenha um panorama geral, capaz de apontar quais são os colaboradores com perfil de liderança.

Isso faz a diferença para que a empresa possa acompanhar de perto quais talentos deverão ser promovidos, quais membros da equipe merecem ganhar mais, mas não possuem perfil para cargos de liderança e assim por diante.

O que vai viabilizar a alocação de cada colaborador na função que é mais apropriada. Fator que faz toda a diferença para o desenvolvimento de carreira de cada pessoa, bem como, impacta diretamente na performance individual e coletiva do time.

Afinal, nenhum time alcança seu máximo potencial sob uma liderança ineficiente. O que significa dizer que não se deve promover um colaborador que não tem perfil de liderança para um cargo de líder. Esse erro pode arruinar o setor e demorar a ser percebido pelos superiores, causando danos até mesmo irreversíveis.

Uma vez que, o time pode acabar se desgastando na tentativa de dar o seu melhor, quando o mais prático seria que o líder correto tivesse sido colocado no cargo. Um profissional que não possui perfil de liderança, por mais bem intencionado que seja e esforçado, não conseguirá sustentar uma boa performance no cargo. Promover com base em um benchmarking de desempenho é sempre mais eficiente.

3.   Engajamento e motivação dos colaboradores

A avaliação dos colaboradores também é um pilar responsável pelo engajamento e motivação do time. Tendo em vista que, sabendo quais são os pontos positivos de sua performance, o que precisa ser corrigido e como atuar, é possível se manter engajado com o processo.

Um profissional que tem seu esforço valorizado estará naturalmente mais engajado em dar o seu melhor na empresa. O que impacta positivamente todo o time.

4.   Alinhamento dos objetivos individuais com os objetivos da empresa

O equilíbrio entre vida profissional e pessoal é muito importante para absolutamente todas as pessoas. Perceba que, uma profissional brilhante que sonha em ter um filho nos próximos meses não pode se comprometer com alguns aspectos em sua função, justamente para que cumpra seus objetivos individuais.

Afinal, é necessário estar satisfeito e em equilíbrio para que se dê o melhor na vida profissional. Por isso, ter clareza sobre tal aspecto e um ambiente onde os profissionais podem ser honestos é fundamental.

De modo que, seja possível alinhar os objetivos individuais com os objetivos da empresa para que cada um assuma os papéis mais adequados em sua jornada de trabalho. Somente assim, o time será capaz de dar o seu melhor e alcançar resultados acima da média.

Se não há esse tipo de alinhamento, a falta de equilíbrio poderá desencadear a dificuldade na retenção de talentos, fazendo com que o RH esteja sempre com problemas significativos em relação ao time.

Quais são os benefícios de avaliação de desempenho?

A partir da avaliação de desempenho, é possível obter uma série de benefícios para a equipe e que impactam diretamente o negócio, como:

1.   Desenvolvimento profissional dos colaboradores

A partir dos dados coletados e dos feedbacks transmitidos individualmente, os colaboradores podem melhorar condutas e manter aquelas que já estão trazendo resultados positivos.

O feedback também possibilita que os gestores direcionem os profissionais para os treinamentos mais adequados. Isso vai fazer toda a diferença para que se tenha um time com múltiplas habilidades e que está sempre obtendo a melhor performance possível.

Treinamentos são muito importantes para que a equipe se desenvolva. No entanto, eles só são efetivos quando verdadeiramente são personalizados para cada profissional.

Se todos os membros da equipe são direcionados para o mesmo tipo de treinamento, é natural que alguns tirem bom proveito e outros se sintam entediados com o processo. Afinal, já dominam aquela habilidade e por isso, não gozam de aproveitamento do treinamento.

Portanto, é útil ter dados detalhados para que possa fazer os direcionamentos corretos, oferecendo treinamentos que dão resultado e desenvolvem os colaboradores para que eles possam trazer retorno para a equipe como um todo.

2.   Aumento da produtividade e qualidade do trabalho

A partir da avaliação de desempenho o trabalho pode ser desenvolvido com muito mais qualidade. Uma vez que, a equipe os profissionais são direcionados, podendo adotar as medidas mais adequadas de acordo com os parâmetros da empresa.

O que vai resultar em um trabalho com maior qualidade de acordo com os objetivos do negócio. E consequentemente, a produtividade será mais alta.

3.   Tomada de decisões mais embasadas

Os líderes conseguem embasar suas decisões a partir do feedback do RH. Uma vez que, terão dados sobre o desempenho dos profissionais. O que se reflete em decisões assertivas na hora de bonificar, treinar e promover colaboradores.

Isso é fundamental para manter a satisfação da equipe como um todo, evitando que bons profissionais deixem a equipe por não se sentirem reconhecidos.

4.   Melhoria do clima organizacional e do relacionamento entre gestores e colaboradores

A partir de um processo objetivo e imparcial, o clima organizacional é beneficiado, melhorando o relacionamento entre os membros de uma equipe.

Quais as características de uma avaliação de desempenho?

Toda avaliação de desempenho tem algumas características específicas. É importante saber quais são elas para que adote o processo da forma correta em seu processo de gestão de pessoas, confira a seguir:

1.   Objetividade e imparcialidade

Sem objetividade e imparcialidade o processo perde sua essência e os resultados não poderão ser aproveitados. Portanto, é fundamental atuar com objetividade dentro do modelo de avaliação proposto. De modo que, os bons profissionais possam ser premiados e os que estão com performance abaixo do esperado possam ser ouvidos e auxiliados.

2.   Foco em resultados e comportamentos

O foco da avaliação é na busca por resultados e comportamentos de cada colaborador, tendo como objetivo traçar um panorama geral sobre cada membro da equipe.

3.   Avaliação baseada em critérios e metas claras

A avaliação nunca pode ter critérios pouco precisos, para que o colaborador saiba como agir a partir do feedback, visando ser mais assertivo.

4.   Feedback construtivo e individualizado

O feedback precisa ser transmitido de forma que não ofenda ou constranja o profissional, sendo construtivo e transmitido de forma individualizada.

5.   Frequência regular e contínua

A avaliação precisa ser regular, sendo feita continuamente conforme o cronograma da empresa, para que se possa ter um processo confiável e assertivo.

Como avaliar o desempenho profissional?

É importante seguir alguns critérios na hora de avaliar o desempenho profissional de uma pessoa. Tendo em vista que, a avaliação impacta diretamente na carreira do colaborador.

Portanto, é algo que deve ser feito com seriedade e imparcialidade, com base em critérios claros e sólidos.

Sendo necessário seguir alguns processos, como:

  1. Definição de critérios e indicadores de desempenho
  2. Coleta de informações e dados relevantes
  3. Observação do comportamento e resultados obtidos
  4. Entrevistas e feedbacks individualizados
  5. Comparação do desempenho com as expectativas e metas estabelecidas

Dessa forma, a equipe de gestão de talentos terá dados suficientes para trabalhar, garantindo a confecção de relatórios precisos e confiáveis sobre cada colaborador.

Quais são as formas de avaliação de desempenho?

Atualmente um profissional responsável por implementar a avaliação de desempenho na empresa conta com múltiplas formas de fazê-lo.

O ideal é conhecer as diferentes ferramentas disponíveis e fazer a avaliação com base no modelo que se encaixa melhor na realidade da empresa. Conheça algumas das principais formas de avaliação de desempenho:

1.   Avaliação por competências

A avaliação por competência é feita em duas partes: a comportamental que é ligada ao comprometimento, proatividade e afins. E a parte técnica, que está diretamente ligada ao cargo e função, sempre fundamentada na atividade fim da empresa.

A partir da avaliação é possível descobrir quais são as competências necessárias para que se atue em determinada função ou setor da empresa. É muito importante ter parâmetros claros para que a avaliação funcione.

2.   Avaliação 360 graus

Muito usada em grandes empresas, a avaliação de desempenho 360 graus é uma ferramenta que permite a avaliação do funcionário sendo feita por si mesmo, seus superiores e seus pares.

Dessa forma, é possível alcançar uma visão com muitas variáveis que influenciam a produção e resultados, tendo diferentes perspectivas sobre cada colaborador.

3.   Avaliação de resultados

É um método que busca identificar quais são os resultados que o profissional vem apresentando, com o intuito de identificar se está conforme o esperado ou abaixo do desejado.

A partir da avaliação é possível orientar o colaborador, para que se tenha um resultado conforme o esperado na empresa. Sempre garantindo que os profissionais tenham equilíbrio e boa performance.

4.   Avaliação por objetivos (OKRs)

Criada em 1950 nos Estados Unidos, é um tipo de avaliação que tem como objetivo promover o sentimento de pertencimento entre os profissionais que compõem uma equipe. A partir do estudo, os próprios profissionais são responsáveis por estabelecer as medidas necessárias para alcançar resultados no negócio.

Portanto, todos atuam no papel de traçar metas, delimitar resultados esperados e rumos que podem ser adotados para aumentar o próprio potencial dentro da empresa.

5.   Autoavaliação

É um tipo de avaliação interessante para uma equipe que seja madura e engajada. Tendo em vista que, o próprio colaborador irá listar suas fraquezas e discutir a análise com seu líder.

Dessa forma, ambos conseguem fazer apontamentos, eliminar gargalos e atuar em conjunto para eliminar gargalos. O que é fundamental para que seja possível melhorar processos internos.

Além disso, o método é interessante para que todos reflitam sobre a própria postura dentro da empresa e possam ser transparentes frente aos resultados que estão apresentando e o que podem melhorar a partir de então.

O que se espera de uma avaliação de desempenho?

É muito importante perceber que, uma avaliação de performance deve trazer resultados compatíveis com o que se espera dela. O que significa dizer:

Identificação de pontos fortes e áreas de melhoria

Absolutamente toda equipe tem seus pontos fortes e áreas de melhoria. Por isso, é indispensável que o processo seja capaz de identificar quais são cada um deles. Dessa forma, é possível traçar um plano estratégico de trabalho, onde cada ponto será desenvolvido de acordo com os objetivos da empresa.

Para que seja possível que na próxima avaliação os dados auferidos apontem se houve o progresso desejado e em qual patamar o time se encontra. O que vai fazer diferença para traçar uma nova estratégia e viabilizar melhorias contínuas.

Feedback construtivo e orientações de desenvolvimento

Não adianta oferecer um feedback se ele ofende, magoa e não é técnico o suficiente para oferecer ao profissional orientações de desenvolvimento de carreira.

Se o feedback não é respeitoso e ultrapassa limites, o resultado é desastroso, podendo gerar pedidos de demissão e até mesmo processos. O ideal é ter o cuidado de desenvolver um feedback construtivo e embasado em dados, para que todos os colaboradores vivenciem o processo da melhor forma possível, alcançando um novo patamar de desenvolvimento na própria carreira dentro da empresa.

Alinhamento de expectativas e metas futuras

A partir dos resultados, é possível atuar com o objetivo de alinhar as expectativas futuras e traçar processos que sejam eficazes. Afinal, os profissionais terão dados claros sobre o que está funcionando e o que não está sendo eficiente.

O alinhamento entre gestores e equipe permite ótimos resultados. Assim como, viabiliza que as metas futuras possam ser construídas em conjunto com o time. Afinal, quando todos estão envolvidos os processos são muito mais eficientes.

Identificação de necessidades de treinamento e capacitação

Treinamento e capacitação são fundamentais em absolutamente todas as empresas. A partir da análise de desempenho de um funcionário é possível definir quais são as áreas nas quais esse colaborador deverá ser treinado. De modo que, possa florescer novas habilidades que vão complementar sua atuação.

Como medir o desempenho de um funcionário?

Existem diferentes formas de medir o desempenho de um funcionário, trouxemos algumas das principais maneiras:

  • Indicadores quantitativos de resultados: através de indicadores, é possível perceber como está a performance do colaborador ao longo do período de trabalho, podendo perceber se há evolução ou involução.
  • Observação de comportamentos e habilidades: profissionais precisam evoluir em suas habilidades, para que possam entregar boa produtividade e consigam fazer parte da equipe agregando positivamente com seus comportamentos.
  • Feedback dos colegas de trabalho e gestores: os colegas conseguem ter uma visão mais minuciosa uns sobre os outros, assim como os gestores, o que permite que o RH identifique, por exemplo, problemas de convivência que destoam e dificultam a produtividade.
  • Comparação com padrões de desempenho preestabelecidos: é possível perceber se o profissional está de acordo com os padrões desejados, se sua performance é aquém ou superior ao desejado, para que se possa ajustar a performance.
  • Análise de dados e métricas de desempenho: o acompanhamento de métricas de desempenho permite um comparativo que trará indicadores relevantes sobre cada profissional, sendo muito sugestivo até mesmo para quesitos como a escolha de quem promover ou bonificar.

Quais são as questões fundamentais na avaliação de desempenho?

Existem algumas questões que precisam ser consideradas em toda avaliação de desempenho, tendo em vista que são informações fundamentais para guiar o processo, como:

  • O que o colaborador alcançou em termos de resultados?
  • Quais comportamentos e habilidades foram demonstrados?
  • Como o colaborador contribuiu para a equipe e a empresa?
  • Quais são as áreas de desenvolvimento e oportunidades de crescimento?

São questões que vão revelar detalhes importantes sobre o time, contribuindo para que boas decisões possam surgir a partir de então.

Quais os tipos de avaliação de desempenho?

1.   Avaliação formal

A avaliação formal exige que o RH faça todo protocolo do zero, baseado em processos claros e que todos os profissionais saibam que serão submetidos aos mesmos critérios.

2.   Avaliação informal

Na avaliação informal a empresa demonstra sua cultura de feedback, onde os próprios colegas “dão um toque” uns para os outros. O que não depende diretamente de um protocolo desenvolvido pelo RH para que seja feito.

Afinal, um colega sempre tem uma avaliação na ponta da língua sobre o trabalho do outro ou o desempenho do líder. Por isso mesmo, é um método válido e importante para o cotidiano.

3.   Avaliação contínua

A avaliação contínua consiste em coletar dados constantemente e com base nisso, dar o devido retorno aos profissionais. Estar submetido ao processo de avaliação contínua é interessante para que a empresa tenha feedback bem embasado para oferecer.

No entanto, costuma deixar os colaboradores tensos e pode ser um método que não trará os melhores resultados dependendo da área de atuação do negócio. É útil perceber a aplicabilidade em sua realidade.

4.   Avaliação periódica

Por sua vez, a avaliação periódica ocorre trimestralmente ou semestralmente nas empresas, com o intuito de ajustar os pontos e garantir que todos tenham um bom desempenho ao longo do próximo período.

5.   Avaliação de projetos específicos

Frequentemente usado na gestão do desempenho de projetos, visa concluir a execução de um projeto específico, com o intuito de garantir que os membros da equipe tenham feedback relativo ao projeto em específico.

O que é fundamental para que se possa garantir que os colaboradores sejam ainda mais assertivos na próxima vez que suas performances sejam requisitadas em um próximo projeto.

Quais fatores devem ser considerados na avaliação de desempenho?

É fundamental considerar os seguintes favores na avaliação de desempenho da equipe:

  • Resultados alcançados;
  • Habilidades técnicas e comportamentais;
  • Contribuição para a equipe e a empresa;
  • Cumprimento de metas e prazos;
  • Desenvolvimento profissional e autodesenvolvimento.

Tais fatores são parâmetros relevantes para que a equipe de gestão de talentos tenha dados confiáveis e precisos sobre o time.

Como implementar a avaliação de desempenho na sua empresa?

Uma vez compreendido o que é uma avaliação de desempenho e entendido sua importância na conquista de resultados, é hora de implementar a avaliação de desempenho na empresa, para isso, siga alguns passos:

  1. Defina critérios e indicadores de desempenho claros
  2. Comunique as expectativas e metas aos colaboradores
  3. Treine gestores e colaboradores sobre o processo de avaliação
  4. Estabeleça um calendário e uma metodologia de avaliação
  5. Garanta a confidencialidade e imparcialidade do processo

Dessa forma, o processo irá funcionar, garantindo que possa ser aplicado para todos os setores da empresa. O que permitirá que todos os profissionais sejam avaliados sob os mesmos protocolos, gerando evolução contínua da equipe.

Como analisar os resultados de uma avaliação de desempenho?

É fundamental saber como analisar os resultados para que possa ser assertivo no processo, confira alguns pontos importantes:

1.   Identificar padrões e tendências nos resultados obtidos

É importante buscar identificar padrões e tendências, para que se possa fazer uma gestão de desempenho com metas e objetivos de desempenho claros para todo o time.

2.   Comparar o desempenho individual com as expectativas e metas estabelecidas

Expectativas e metas estabelecidas são padrões a serem adotados por todos e não o comparativo com a performance de um colega de setor que se saiu melhor!  Cabe ao profissional, analisar os resultados alcançados com base em padrões saudáveis e não na comparação entre colaboradores.

3.   Identificar necessidades de treinamento e capacitação

A avaliação de desempenho serve não só para perceber o engajamento dos colaboradores, como também, a necessidade de treinamento para melhorar comportamentos e habilidades. As competências profissionais precisam ser parte das estratégias de melhoria de desempenho.

4.   Fornecer feedback individualizado e orientações para o desenvolvimento

A gestão de talentos deve manter uma cultura de feedback individualizado, respeitando cada colaborador e oferecendo orientações para que seja possível garantir que eles se desenvolvam com eficiência.

O que fará toda a diferença para que o profissional consiga dar o melhor de si, desenvolver suas habilidades e contribuir positivamente para o crescimento da empresa.

5.   Tomar decisões relacionadas a promoções, bonificações e planos de desenvolvimento

A partir dos resultados alcançados, é hora de apostar no reconhecimento e recompensa. Bem como, na orientação dos profissionais em relação ao desenvolvimento de planos de ação para que tenham desenvolvimento de carreira.

Aproveite que agora já sabe tudo sobre avaliação de desempenho e implemente em seu cotidiano! É fundamental que o RH tenha esse tipo de postura e estratégia para que os resultados sejam os melhores possíveis.