Afinal, você sabe o que é ATS? Pois bem, trata-se de um software que traz mais eficiência, agilidade e precisão no processo de seleção de candidatos. E pode ser útil a você que busca uma colocação no mercado de trabalho.

Em resumo, o ATS desempenha um papel crucial no recrutamento moderno, e fornece às empresas uma maneira organizada de gerenciar o processo de contratação. 

Essa ferramenta ajuda os empregadores a encontrar os candidatos certos de forma mais rápida e eficaz, além de melhorar a qualidade do recrutamento. Neste conteúdo, aprenda sobre este sistema e veja 5 dicas para passar pela triagem. Vamos aprender mais?

ATS: o que é isso?

ATS é abreviação da palavra Application Tracking System. Trata-se de um sistema automatizado usado por empregadores para gerenciar o processo de recrutamento e seleção de candidatos. 

Pois bem, essa ferramenta atua como uma plataforma centralizada que facilita o rastreamento e a organização de candidatos, currículos e informações relevantes relacionadas às vagas de emprego em aberto.

Em seguida, compreenda melhor sobre esse sistema.

Definição de ATS

De modo complementar, um Application Tracking System (ATS) é um software de gestão de processos de recrutamento e seleção, que tem como objetivo facilitar e otimizar o processo de contratação de profissionais. 

Por isso, ele é projetado para armazenar, ler e classificar currículos de modo digital. E permite ainda que as empresas identifiquem e contratem os candidatos mais adequados para suas vagas.

Então, as plataformas de ATS são projetadas para lidar com grandes volumes de currículos, e automatizam tarefas como triagem, classificação e organização dos candidatos. 

Essas ferramentas permitem que os recrutadores gerenciem todo o fluxo de trabalho do processo seletivo, desde a publicação de vagas até a contratação final.

Com isso, uma das principais funções do ATS é a triagem automática de currículos. Com base em critérios pré-definidos, o sistema analisa os documentos recebidos e filtra aqueles que atendem aos requisitos mínimos da vaga

Isso economiza tempo e esforço dos recrutadores, e permite que eles se concentrem nos candidatos mais qualificados.

Por isso, o processo de recrutamento digital vai ganhar mais agilidade e resultados aprimorados. E você que busca uma vaga de emprego, ganhou mais facilidades e chances!

O papel do ATS no recrutamento moderno

No cenário atual de recrutamento, o ATS desempenha um papel vital na simplificação e eficiência do processo de contratação. 

Isso porque ele substitui os métodos tradicionais de triagem manual de currículos e proporciona às empresas uma maneira mais estruturada e organizada de lidar com as demandas de recrutamento.

Com esse sistema, os empregadores podem criar anúncios de emprego, receber e classificar candidaturas, realizar triagens automáticas baseadas em critérios pré-estabelecidos e armazenar informações relevantes sobre os candidatos. 

Além disso, ele permite a comunicação mais eficaz entre os recrutadores e os candidatos, e oferece uma experiência mais fluida e profissional.

Por que os empregadores usam sistemas ATS?

O uso de um sistema como este traz vários benefícios para os empregadores e/ou empresas durante o processo de contratação. 

Primeiramente, ele economiza tempo e recursos, e elimina a necessidade de triagem manual de currículos e a realização de tarefas repetitivas. 

Pois bem, saiba que com a automação do processo, os recrutadores podem se concentrar em atividades mais estratégicas, como a seleção final de candidatos e a condução de entrevistas.

Além disso, o ATS ajuda a melhorar a qualidade do recrutamento, e permite que os empregadores estabeleçam critérios específicos para a triagem. 

Além disso, você pode configurar esse sistema para rastrear palavras-chave, experiência relevante, habilidades específicas e outros critérios que a posição em questão exige.

Dessa forma, as empresas podem identificar os candidatos mais qualificados de forma mais rápida e precisa. E isso melhora a experiência do candidato também.

Outro benefício importante desse sistema é a capacidade de armazenar e acessar informações sobre candidatos em um único local. 

Isso permite que os recrutadores acompanhem o progresso de cada candidato e sigam as etapas do processo de recrutamento, além de garantir que considerem todas as informações relevantes durante a tomada de decisão.

Como funciona um ATS?

Nesse contexto, como muitas pessoas não entendem como funciona um ATS, vamos compreender melhor sobre suas possibilidades.

A seguir, compreenda melhor sobre esse software:

1. Processo de rastreamento de candidatos

Desde já, um dos principais aspectos de um ATS é o seu processo de rastreamento de candidatos. 

Esse sistema automatizado permite que os empregadores coletem e rastreiem informações sobre os candidatos que se inscrevem para uma vaga de emprego. 

De modo complementar, à medida que os candidatos enviam seus currículos e informações pessoais, o ATS captura esses dados e os armazena em um banco de dados centralizado.

Ou seja, esse sistema utiliza algoritmos e critérios pré-definidos para realizar a triagem inicial dos candidatos. 

Logo, esses padrões podem incluir palavras-chave específicas, habilidades relevantes, experiência de trabalho anterior e outros requisitos definidos pela empresa. 

E com base nesses requisitos, o sistema classifica os candidatos de acordo com sua adequação à vaga em questão.

2. Armazenamento e organização de dados

À primeira vista, outro aspecto importante de um ATS é seu papel no armazenamento e  organização de dados relacionados aos candidatos e às vagas de emprego. 

Saiba que essa ferramenta armazena todas as informações enviadas pelos candidatos, incluindo currículos, cartas de apresentação, histórico de emprego, referências e qualquer outra informação relevante.

Esses dados são organizados de forma estruturada, e permitem que os recrutadores pesquisem e acessem as informações de maneira eficiente. 

Então, o ATS também oferece recursos de filtragem que permitem aos recrutadores localizar rapidamente candidatos com base em critérios específicos, como experiência, habilidades ou localização geográfica.

Além disso, esse sistema facilita a comunicação interna entre os membros da equipe de recrutamento. 

E os recrutadores podem fazer anotações, compartilhar comentários e registrar o progresso de cada candidato no sistema. Enfim, isso garante que todos os envolvidos no processo de recrutamento tenham acesso às informações relevantes e possam colaborar de maneira eficiente.

3. Análise e classificação de currículos

Como visto, um dos benefícios mais valiosos de um ATS é a sua capacidade de analisar e classificar currículos de forma automatizada. 

Com base nos critérios estabelecidos, o sistema é capaz de identificar as correspondências mais relevantes entre as habilidades e experiências dos candidatos e os requisitos da vaga.

Logo, a análise e classificação de currículos pelo sistema permite que os recrutadores economizem tempo valioso, e elimine a necessidade de revisar manualmente cada currículo. 

Isso também ajuda a reduzir o risco de viés humano no processo de seleção. Uma vez que o sistema avalia todos os currículos de forma objetiva, de acordo com os critérios estabelecidos.

E o ATS fornece uma lista de candidatos qualificados que podem ser considerados para a próxima etapa do processo de recrutamento. Isso ao classificar os currículos com base em sua adequação à vaga

Então, os recrutadores podem revisar essas classificações e concentrar seus esforços nos candidatos que melhor atenderem aos requisitos da vaga.

O que é triagem de currículos?

A triagem tem o intuito de avaliar e separar todos os currículos para identificar os candidatos com perfil mais adequado para a vaga em questão.

Importância da triagem de currículos

Antes de tudo, a triagem de currículos é uma etapa crucial no processo de recrutamento e seleção de pessoal. 

Ela consiste em analisar e avaliar os currículos recebidos para identificar os candidatos mais adequados para a vaga em questão. 

Sobre a importância dessa etapa, isso reside no fato de que permite uma pré-seleção eficiente dos candidatos, e poupa tempo e recursos para os recrutadores.

E o pessoal do RH pode identificar rapidamente os candidatos que atendem aos requisitos básicos da vaga. Tais como formação acadêmica, experiência profissional e habilidades específicas. 

Enfim, fazer isso ajuda a reduzir o número de currículos a serem analisados posteriormente, e a concentrar nos candidatos mais promissores.

Etapas do processo de triagem

Geralmente, o processo de triagem de currículos segue algumas fases. Primeiro, esses documentos são reunidos e organizados em um sistema de gerenciamento de candidatos (no ATS). 

Em seguida, os recrutadores realizam uma análise inicial dos currículos, e verificam se os candidatos atendem aos requisitos básicos estabelecidos pela empresa.

Após essa análise inicial, os currículos que atendem aos critérios mínimos são selecionados para um estudo mais aprofundado. 

Nessa etapa, os recrutadores podem levar em consideração fatores adicionais, como experiência relevante, habilidades específicas, certificações e referências profissionais.

Por fim, os candidatos mais promissores são selecionados para avançar para a próxima etapa do processo de recrutamento, que pode incluir entrevistas, testes ou outras formas de avaliação. 

Finalmente, esse processo de triagem é fundamental para garantir que apenas os candidatos mais qualificados e alinhados com as necessidades da empresa prossigam no processo de seleção.

O que se avalia na triagem de currículos?

A triagem de currículos é uma etapa crucial no processo de recrutamento e seleção. É nesse momento que os recrutadores analisam os currículos recebidos para identificar os candidatos mais adequados para as vagas. 

Nessa fase, são avaliados diversos aspectos, como:

1. Experiência profissional

Um dos principais critérios avaliados na triagem de currículos é a experiência profissional dos candidatos. Os recrutadores procuram por informações sobre os empregos anteriores dos candidatos, cargos ocupados, responsabilidades e duração de cada experiência.

Logo, esses dados ajudam a entender o nível de expertise do candidato e se ele possui a vivência necessária para desempenhar as funções da vaga em questão.

2. Habilidades e qualificações

Além da experiência profissional, as habilidades e qualificações dos candidatos são avaliadas na triagem de currículos. 

Ademais, vale ressaltar que isso inclui competências técnicas específicas relacionadas à vaga, bem como habilidades comportamentais, como trabalho em equipe, liderança, capacidade de comunicação, entre outras. 

Nesse contexto, os recrutadores procuram por evidências de que os candidatos possuem as habilidades necessárias para desempenhar as atividades do cargo de forma eficaz.

3. Adequação à cultura da empresa

Outro aspecto importante na triagem de currículos é avaliar se os candidatos são adequados à cultura organizacional. Cada empresa tem seus valores, missão e visão, e é essencial encontrar candidatos que se alinhem a esses aspectos. 

Nesse sentido, os recrutadores procuram por indícios de que os candidatos compartilham dos mesmos valores da empresa e têm potencial para se adaptar ao ambiente de trabalho.

Isso ao avaliar a adequação à cultura da empresa, os recrutadores podem analisar fatores como os interesses pessoais e extracurriculares dos candidatos, suas motivações e objetivos de carreira, bem como sua capacidade de se adaptar a diferentes situações e trabalhar em equipe.

5 dicas para otimizar seu currículo para ATS

Conhecer e aplicar algumas estratégias é essencial para quem deseja se destacar no uso dessa ferramenta ATS. 

1. Uso de palavras-chave relevantes

As palavras-chave são essenciais para que seu currículo seja identificado pelo ATS. Saiba que o sistema procura por termos específicos relacionados à vaga ao analisar os currículos.

Portanto, é importante identificar quais são os termos-chave mais relevantes para a posição desejada e incluí-las estrategicamente em seu currículo. 

Isso pode incluir habilidades técnicas, comportamentais ou qualquer outro termo importante para a área de atuação pretendida.

Veja alguns exemplos de uso de palavras-chave relevantes para otimizar um currículo para o ATS:

Exemplo para uma vaga na área de TI:

Palavras-chave: desenvolvimento de software, programação, linguagens de programação (como, Python, Java, C++), banco de dados, segurança da informação, análise de dados e metodologias ágeis.

Tenho experiência em desenvolvimento de software utilizando linguagens de programação como Python e Java, com conhecimentos em banco de dados e segurança da informação.

Exemplo para uma vaga na área de marketing:

Palavras-chave: marketing digital, estratégias de marketing, análise de dados, SEO, mídias sociais, campanhas de publicidade, branding, Google Analytics.

Modelo de frase: “Experiência em marketing digital, com habilidades em estratégias digitais, análise de dados e SEO. Conhecimentos em mídias sociais, campanhas de publicidade, branding e ferramentas como Google Analytics e e-mail marketing.”

Exemplo para uma vaga na área de recursos humanos:

Termos-chave: recrutamento e seleção, gestão de talentos, treinamento e desenvolvimento, administração de pessoal, folha de pagamento, legislação trabalhista, avaliação de desempenho e relações trabalhistas.

Modelo de frase: “Experiência em recrutamento e seleção, gestão de talentos e treinamento e desenvolvimento. Conhecimentos em administração de pessoal, folha de pagamento, legislação trabalhista e relações trabalhistas.

2. Formato e estrutura do currículo

É importante ter em mente que o ATS precisa ler e analisar o conteúdo com facilidade para criar seu currículo. 

Para isso, utilize um formato limpo e estruturado de currículo, com seções claras e bem definidas. 

Faça uso de cabeçalhos e marcadores para destacar as informações mais relevantes.

Para otimizar o currículo para sistemas de rastreamento de candidatos (ATS), é importante considerar o formato e a estrutura do currículo. 

Veja algumas orientações sobre a estrutura do currículo para esse sistema ATS:

  • Use um formato simples: Opte por um formato de currículo simples e limpo, sem elementos gráficos complexos ou formatação extravagante. Isso facilita a leitura e a análise pelo ATS.
  • Utilize cabeçalhos e seções: Divida o currículo em seções claras, como “Experiência Profissional”, “Formação Acadêmica” e “Habilidades”. Use títulos para cada seção, o que facilita a identificação das informações relevantes pelo sistema.
  • Destaque as palavras-chave: Inclua palavras relevantes para a vaga desejada ao longo do currículo. Esses termos-chave podem ser extraídos da descrição da vaga e devem estar relacionados às suas habilidades, experiências e qualificações.
  • Utilize bullet points: Ao descrever suas experiências profissionais e habilidades, utilize marcações para destacar as informações mais relevantes. 
  • Evite tabelas e gráficos: Embora tabelas e figuras possam ser úteis para destacar informações, elas podem ser difíceis de serem interpretadas pelo ATS. É melhor utilizar uma formatação simples.
  • Inclua informações relevantes: Certifique-se de colocar todas as informações importantes, como datas de emprego, nome da empresa, cargo, responsabilidades e conquistas. Isso ajuda o ATS a entender melhor suas experiências.
  • Utilize um formato de arquivo compatível: verifique se o formato de arquivo é compatível ao enviar o currículo para um sistema de rastreamento de candidatos. Geralmente, os formatos mais comuns são docx e PDF.

3. Destaque habilidades e realizações-chave

É importante destacar suas habilidades e realizações-chave logo no início do currículo.

Isso permite que a ferramenta identifique rapidamente suas qualificações e experiências relevantes. Liste também suas competências e destaque as conquistas mais importantes em cada posição que ocupou. Isso ajudará a chamar a atenção do recrutador e do ATS.

4. Otimização para legibilidade do ATS

Evite o uso de elementos complexos, como colunas, tabelas ou imagens, para garantir que o ATS leia seu currículo corretamente. Utilize, portanto, uma estrutura linear e simples, com texto alinhado à esquerda.

Feito isso, busque não ter o uso excessivo de formatações especiais, como negrito ou sublinhado. Ou seja, esse sistema pode ter dificuldade em interpretar essas formatações, o que pode comprometer a leitura correta de seu currículo.

5. Personalização para a vaga específica

Primeiramente, cada vaga é única e possui requisitos específicos. Então, para aumentar suas chances de ser selecionado, é importante adaptar seu currículo para cada cargo. 

Sendo assim, analise a descrição da vaga e identifique quais são as habilidades, qualificações e experiências mais relevantes para a posição. 

Isso ocorre porque você estará otimizando seu currículo para que o ATS o leia corretamente e aumentará suas chances de seleção para a próxima etapa do processo seletivo.

Finalmente, lembre-se de sempre revisar e atualizar seu currículo de acordo com as oportunidades que surgirem. E boa sorte em sua busca por novas oportunidades profissionais!

Quais são os erros mais comuns ao escrever um currículo para ATS?

Para começar, é recomendado evitar cometer alguns erros comuns que podem prejudicar suas chances de seleção para uma vaga ao escrever um currículo para um ATS.

Veja abaixo os principais erros e como evitá-los:

Excesso de informações não pertinentes

Um erro bastante comum é incluir informações desnecessárias ou não relevantes para a vaga pretendida. 

Isso porque o ATS busca por palavras-chave específicas relacionadas à posição. Então, é importante focar nas informações que são mais relevantes para o cargo em questão. 

Então, evite incluir detalhes pessoais excessivos, experiências muito antigas ou habilidades que não estejam diretamente relacionadas.

Falta de correspondência com a vaga

Outro equívoco bastante comum é não adaptar o currículo para cada vaga. 

Isso porque cada posição possui requisitos específicos. Sendo assim, é importante destacar suas experiências, habilidades e qualificações que estejam alinhadas com o que a empresa procura. 

Por isso, analise a descrição da vaga e destaque as informações mais relevantes em seu currículo. Isso aumentará suas chances de ser selecionado pelo ATS e pelo recrutador.

Formatação inadequada

Antes de mais nada, a formatação do currículo também é um fator importante. É preciso garantir que o ATS consiga ler e processar corretamente as informações. Evite o uso de elementos complexos, como tabelas, gráficos ou colunas, que podem atrapalhar a leitura pelo sistema. 

No mais, utilize uma estrutura simples, com seções claras e bem definidas. Além disso, evite usar fontes ou tamanhos de letra muito pequenos, pois isso pode dificultar a leitura pelo sistema.

Ignorando a relevância das palavras-chave

Pois bem, as palavras-chave são cruciais para que seu currículo seja selecionado pelo ATS. 

Saiba que o sistema busca por termos específicos relacionados à vaga. Então, é importante identificar quais são os termos mais relevantes e incluí-las estrategicamente em seu currículo. 

Isso pode incluir habilidades, certificações, nomes de softwares ou qualquer outro termo importante para a área de atuação. 

Assim, certifique-se de incorporar essas palavras-chave de forma natural ao longo do currículo.

Não realizar revisão antes de enviar

Por fim, outro erro comum é enviar o currículo com erros de gramática, ortografia ou de formatação. Então, antes de enviar seu currículo para um ATS, revise-o cuidadosamente para garantir que não haja erros. 

Ou seja, os erros podem transmitir uma impressão negativa e prejudicar suas chances de ser selecionado. Peça a alguém para revisar seu currículo, pois uma segunda opinião pode ajudar a identificar erros que você possa ter deixado passar.

Desse modo, você estará aumentando suas chances de ser selecionado para a próxima etapa do processo seletivo. Lembre-se então de sempre adaptar seu currículo para cada vaga.

Como aumentar suas chances de ser selecionado por um recrutador?

Quando se trata de se destacar em um processo seletivo, você precisa adotar estratégias que aumentem suas chances de seleção por uma empresa.

Abaixo, veja algumas dicas fundamentais que podem fazer a diferença na sua vida:

1. Foco na correspondência com a vaga

Um aspecto crucial para aumentar suas chances de ser escolhido para uma vaga é garantir que você alinhe seu currículo e carta de apresentação com os requisitos da vaga em questão.

Por isso, analise atentamente a descrição do cargo e identifique as habilidades, experiências e qualificações mais relevantes. 

Por outro lado, certifique-se de destacar essas informações em seu currículo, e veja como suas habilidades se relacionam diretamente com os requisitos do cargo. Essa correspondência mostra ao recrutador que você é um candidato adequado para a vaga.

2. Destaque suas realizações

Além de listar suas responsabilidades nas empresas anteriores, é fundamental você destacar suas conquistas e realizações. 

Isso porque os recrutadores estão interessados em candidatos que possam trazer resultados tangíveis para a empresa. 

Sendo assim, seja específico ao descrever seus projetos, metas alcançadas, prêmios recebidos ou qualquer outra realização relevante para sua área de atuação. 

Isso demonstra seu potencial de contribuição para a empresa e aumenta suas chances de ser selecionado. E você demonstra seu potencial e habilidades relevantes para a vaga em questão ao apresentar suas conquistas de forma objetiva.

Observe algumas dicas para destacar suas realizações de maneira efetiva:

  • Seja específico: seja o mais específico possível ao descrever suas conquistas e resultados. Em vez de apenas mencionar que você alcançou metas, forneça números e dados concretos para respaldar suas afirmações. 

Por exemplo, em vez de dizer “Aumentei as vendas”, diga: “Aumentei as vendas em 20% no último trimestre”.

  • Destaque resultados tangíveis: foque em resultados mensuráveis que demonstrem o impacto positivo que você teve em sua função anterior. 

Isso pode incluir uma economia de custos, aumento de receita, melhoria de processos, conquista de prêmios ou reconhecimentos, entre outros. 

Logo, esses resultados tangíveis mostram ao recrutador que você é capaz de gerar resultados concretos.

  • Utilize verbos de ação: outra dica, utilize verbos de ação fortes para transmitir um senso de proatividade e impacto, isso ao descrever suas realizações. 

Por exemplo, em vez de dizer “Participei de um projeto”, diga: “Liderei um projeto que resultou em uma economia de custos de 10% para a empresa”.

  • Contextualize suas realizações: além de fornecer números e dados, é importante contextualizar sua performance. Sendo assim, explique o desafio que você enfrentou, as ações que você tomou e os resultados que você alcançou.

3. Personalização para cada aplicação

Evite enviar o mesmo currículo e carta de apresentação para todas as vagas que se candidatar. Saiba que cada empresa e cargo possuem requisitos e cultura corporativa diferentes. 

Por isso, personalize seu currículo para cada aplicação, e destaque os aspectos que sejam relevantes para aquela empresa específica. Pesquise também sobre a empresa, sua missão, valores e projetos recentes. 

Você mostra ao recrutador que está realmente interessado na oportunidade quando demonstra um interesse genuíno e adapta seu currículo para cada empresa.

4. Inclusão de informações relevantes

É interessante também incluir apenas informações relevantes para a vaga em questão. Ou seja, evite excesso de detalhes ou informações desnecessárias. 

Portanto, foque nas experiências profissionais, habilidades, educação e certificações que estejam diretamente relacionadas ao cargo desejado. 

Isto é, seja seletivo ao escolher quais informações incluir e certifique-se de que cada uma delas esteja alinhada com os requisitos da vaga.

5. Revisão cuidadosa antes de enviar

É fundamental realizar uma revisão cuidadosa antes de enviar seu currículo e carta de apresentação.

Saiba que cometer erros gramaticais, ortográficos ou de formatação pode prejudicar sua imagem e diminuir suas chances de ser selecionado. Por isso, revise todo o conteúdo, verificando a precisão das informações.

Além disso, peça a alguém de confiança para revisar seu material, pois uma segunda opinião pode ajudar a identificar erros que você deixou passar.

Finalmente, você estará aumentando suas chances de impressionar os recrutadores e se destacar em um processo seletivo ao seguir essas dicas. 

Conclusão

Em resumo, um ATS desempenha um papel fundamental na simplificação e eficiência do processo de recrutamento e seleção de pessoal. 

Esse programa ajuda os empregadores a encontrar os candidatos mais qualificados e a tomar decisões de contratação informadas. E também para você que busca uma vaga no mercado de trabalho, essa ferramenta é bastante útil.

Logo, a possibilidade de triagem de currículos desempenha um papel fundamental no processo de recrutamento, e permite uma pré-seleção eficiente dos candidatos. 

A partir de hoje, as etapas desse processo digital vão facilitar a vida dos candidatos para achar uma vaga de emprego. Sem contar os benefícios para as empresas, como visto aqui!

Revolucione a forma como você recruta talentos com o ATS da JobConvo. Garanta as contratações certas, otimize a estratégia de indicação de funcionários e ofereça uma experiência de recrutamento transparente e eficaz. 

Faça a transição para o futuro do recrutamento hoje mesmo. Experimente o nosso software gratuitamente por 14 dias e transforme sua equipe de RH. Clique aqui!